Brasil, 
24 de maio de 2022
Sorteados

Confira os ganhadores,
cadastre-se e
concorra a prêmios!
Indique este site para um amigo
Seu e-mail:

E-mail do seu amigo:

Ecobanner 1
A A
Arara-Azul-de-Lear

Primeiro filhote de arara-azul-de-lear da América Latina nasce em cativeiro no zoológico de São Paulo. 25/abr/2015.

          Nesta semana o primeiro exemplar de arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari) nasceu em cativeiro na América Latina, no Zoológico de São Paulo.

         A espécie ameaçada de extinção é uma das quatro espécies de araras-azuis conhecidas na natureza. Duas delas só são encontradas no Brasil: a arara-azul-de-lear e a arara-azul-grande (Anodorhynchus hyacinthinus). Esta última, nativa do Pantanal, foi praticamente extinta no Paraguai e Bolívia

         Nativa do sertão baiano, a arara-azul-de-lear corre grande risco. No mundo todo, só existem aproximadamente 1.300 indivíduos. Doze deles estão no zoo paulista. Foram apreendidos com traficantes de animais silvestres. No zoológico, vivem em uma área isolada, sem acesso do público, específica para estudos e reprodução da espécie. 

         O trabalho de reprodução em cativeiro é muito importante para a preservação de espécies em perigo. É por esta razão que o nascimento do zoológico brasileiro está sendo tão comemorado. Duas outras espécies de psitacídeos (nome da família das araras) já são consideradas extintas. A arara-azul-pequena (Anodorhynchus glaucus) desapareceu da natureza há mais de 50 anos e o último exemplar de ararinha-azul (Cyanopsitta spixii) foi visto em outubro de 2000. Da ararinha-azul, personagem principal do filme Blue, só restam 60 indivíduos espalhados em cativeiros no exterior.

         A Ecoloja® apoia o trabalho de conservação na natureza desenvolvido pelo Projeto Arara-Azul-de Lear.

Conheça alguns produtos, em nosso site, que possuem parte da venda revertida para o projeto de conservação.

 
Newsletter
Digite seu e-mail: