Brasil, 
04 de julho de 2022
Sorteados

Confira os ganhadores,
cadastre-se e
concorra a prêmios!
Indique este site para um amigo
Seu e-mail:

E-mail do seu amigo:

Ecobanner 1
A A
Crianças e Animais.

Cachorros podem proteger bebês contra infecções. 11/07/12

          É comum ouvirmos histórias de casais que colocam seu cachorro ou gato para adoção devido ao nascimento de seu filho. Sempre há alguem, inclusive médicos, que orienta e recomenda se desfazerem do animal para evitar alergias e outros problemas na criança. Um  comportamento que demonstra ser o melhor amigo do homem um simples objeto de possível descarte.

         Felizmente, boas notícias chegam e devemos ajudar na sua divulgação. A revista americana "Pediatrics" publicou recentemente um estudo que sugere que ficar perto de um cachorro fortaleceria o sistema imunológico da criança em seu primeiro ano de vida. Ou seja, os bebês que convivem com cães têm menos chances de apresentar alguns tipos de infecções nos ouvidos ou problemas respiratórios do que aquelas que não têm bichos de estimação.

         O estudo foi realizado na Finlândia - Hospital Universitário Kuopio, com 397 crianças entre dois meses e um ano de idade. Essas crianças tiveram sua saúde monitorada pelo período de um ano, concluindo que crianças que convivem com cães e gatos têm 30% menos chances de apresentar sintomas de infecções respiratórias – que incluem tosse, rinite e febre -, enquanto quase metade provavelmente não sofrerá infecções de ouvido.

          Dados interessantes são a notória diferença observada entre as crianças que convivem com os animais dentro de casa e aquelas famílias que colocam os animais para fora de casa. Outro fato é de que os gatos também ofereceriam este tipo de proteção para os bebês, mas o efeito seria menor do que com os cães.

           O estudo destaca que o contato com animais ajudaria a amadurecer o sistema imunológico, com uma resposta imunológica mais tranquila e infecções mais breves. Os bebês em contato com cães tiveram menor incidência de infecção auricular e das vias respiratórias e, consequentemente necessitaram de menos antibióticos.

         Diversos fatores foram analisados e descartados para a realização e validação desta pesquisa. Por exemplo, foram descartados fatores como não ter sido amamentado, ficar em creche, ser criado por fumantes ou por pais com asma, ou conviver com outras crianças.

         Portanto, a chegada de um bebê não mais é motivo de abandonar o companheiro de fiel. O confívio harmonioso trará benefícios para o bebê e para todos, inclusive ao cachorro.

          A Ecoloja apoia o trabalho da Associação Espaço Animal, ong de proteção animal da cidade de Águas de São Pedro/SP. Você também pode contribuir comprando as camisetas ou babylooks destinadas ao projeto, visite nosso site ou loja.

Camiseta Cachorro
Camiseta Gato
Baby Look Cachorro
Baby Look Gato

 

 

Fonte: Ambiente Brasil

.

Newsletter
Digite seu e-mail: