Brasil, 
24 de julho de 2024
Sorteados

Confira os ganhadores,
cadastre-se e
concorra a prêmios!
Indique este site para um amigo
Seu e-mail:

E-mail do seu amigo:

Ecobanner 1
A A
Crime Ambiental

Animais silvestres comem mangas envenenadas e morrem em Álvares Florence/SP. jan/2009

          Sete animais silvestres foram mortos por envenenamento em um sítio em Álvares Florence (537 km de São Paulo). Entre os bichos mortos está um lobo-guará, espécie que está na lista de animais em extinção do Estado de São Paulo de 2008.

          Proprietários de um sítio envenenaram mangas para atrair e matar javalis, que estariam causando danos na plantação de milho. No entanto, comeram as frutas quatro tatus, um cachorro-do-mato, um carcará e um lobo-guará, de acordo com a Polícia Militar Ambiental de Votuporanga (521 km de SP). A denúncia foi feita à polícia na última sexta-feira (23).

          De acordo com o termo circunstanciado (boletim de ocorrência com menor potencial ofensivo), as mangas foram encontradas próximas aos animais mortos. Elas foram encaminhadas para a Polícia Científica para análise.

          Pela cor e o cheiro das frutas e dos animais, a Polícia Ambiental pressupõe que o veneno usado foi o inseticida Furadan, usado para o controle de pragas em lavouras. O produto é vendido de forma controlada, segundo a polícia.

          Os proprietários do sítio - pai e filho - foram autuados pelo artigo 29 da lei 9.605 (lei de crimes ambientais), que prevê de seis meses a um ano de prisão para quem matar animais silvestres.

          Eles falaram à polícia sobre o ataque dos javalis à lavoura, mas se recusaram a falar sobre as mangas envenenadas. Os donos do sítio também foram multados em R$ 15.494 pelo crime contra a fauna.

          Outras vistorias foram realizadas no sítio pela Polícia Ambiental para verificar se o veneno continuava a ser usado para matar animais. Os policiais não encontraram mais irregularidades.

Fonte: Folha Online

Newsletter
Digite seu e-mail: