Brasil, 
22 de abril de 2024
Sorteados

Confira os ganhadores,
cadastre-se e
concorra a prêmios!
Indique este site para um amigo
Seu e-mail:

E-mail do seu amigo:

Ecobanner 1
A A
Tráfico de Aves. 24/09/2008.

Centro de Reabilitação de Animais Silvestres recebe 402 aves que seriam comercializadas ilegalmente em São Paulo.

          A Polícia Militar Ambiental realizou na tarde do dia 19 a maior apreensão de filhotes de papagaios já registrada em Mato Grosso do Sul, foram 402 filhotes apreendidos em uma casa no município de Ivinhema, distante 286 quilômetros de Campo Grande. Na ocasião Mariane Cordeiro de Paulo (19) foi presa, mas seu cúmplice, Ismael Antônio da Costa, não foi encontrado.

          A Polícia, que chegou ao local depois de uma denúncia anônima, disse que Ismael já tinha sido preso no ano passado por ser co-autor de tráfico de animais silvestres. Na ocasião, o animal também era papagaio. Mariane vai responder o processo em liberdade e, se condenada, pode pegar até um ano de prisão.

          Conforme a Polícia, os traficantes usavam crianças da região para coletarem filhotes e ovos das aves. "Eles pagavam até R$ 30 por um filhote já emplumado", explica, o subcomandante da PMA em Campo Grande, major Carlos Matoso. "Segundo disse Mariane, eles costumavam pegar os ovinhos dos papagaios e colocá-los para serem chocados por galinhas", acrescenta.

          A Polícia ainda não sabe para quem os traficantes iriam vender os animais, mas o destino seria São Paulo, conforme disse Mariane. De acordo com o major, um papagaio chega a custar R$ 1 mil nas grandes capitais do país. "E se a ave for para fora do País, esse valor pode ser bem maior", alerta.

          Mesmo sem os detalhes de como os animais chegariam a São Paulo, a maneira de agir dos traficantes já é bem conhecida pela Polícia. "Geralmente quem pratica este tipo de crime tenta legalizar estes animais pegos na natureza através de criadores autorizados. Depois disso, com a ave 'quente', eles transportam para onde eles quiserem", esclarece.

Cuidados - Os 402 filhotes foram levados para o CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) em Campo Grande. De acordo com o coordenador do Centro, Vinícius Andrade Lopes, os animais têm entre um e quinze dias de vida, e chegaram ao centro bastante debilitados. "Nosso primeiro trabalho aqui é alimentá-los para que se fortaleçam e se desenvolvam".

 

          Vinicius explica que nesta época do ano são comuns apreensões de papagaios, pois estamos em plena época de reprodução da espécie. "Durante a primavera, de setembro a novembro é o período de postura e, até início de dezembro, podemos encontrar ninhos com ovos", detalha.

          Nos primeiros dias, os papagaios ficaram isolados do resto dos outros animais, pois podem transmitir doenças. Nestes primeiros dias as aves serão alimentadas duas vezes por dia com uma ração especial para filhotes. "Vamos ter muito trabalho aqui, porque temos uma equipe de apenas quatro pessoas, e são muitos filhotes necessitando de cuidados. Nunca recebemos tantos papagaios com hoje".

Fonte: Jornal On Line de Campo Grande, MS

Newsletter
Digite seu e-mail: