Brasil, 
22 de abril de 2024
Sorteados

Confira os ganhadores,
cadastre-se e
concorra a prêmios!
Indique este site para um amigo
Seu e-mail:

E-mail do seu amigo:

Ecobanner 1
A A
Veado "unicórnio" é encontrado na Itália. 12/06/2008

Segundo especialistas, animal pode ser a prova de que o mito não foi uma mera invenção.

          À primeira vista, parece uma lenda que virou realidade. Um veado de um único chifre ficou famoso e levou pesquisadores à cidade italiana de Prato, na Toscana, após ser visto em uma área de preservação natural na Itália. O animal, que tem quase um ano de idade, ganhou o apropriado apelido de Unicórnio.
          O “Unicórnio” nasceu em cativeiro no Centro de Pesquisas do Parque na cidade Toscana de Prato, próxima a Florença, disse Gilberto Tozzi, diretor do Centro de Ciências Naturais.De acordo com Tozzi, é possível que uma falha genética tenha causado a anomalia. "Esta é a prova de que o mítico unicórnio exaltado na iconografia e nas lendas provavelmente não era apenas um ser fantástico, mas um animal real, um veado ou outra espécie com mutação similar a essa", afirmou ao jornal britânico "The Guardian".
          "É uma fantasia se tornando realidade", disse "O unicórnio sempre foi um animal mitológico." "Isso mostra que mesmo em tempos passados, poderia haver animais com essa anomalia", ele disse. "Não é como se eles tivessem sonhado isso tudo. Os unicórnios têm lugar na mitologia desde a era pré-romana. Segundo algumas lendas, seu chifre tem o poder de reverter o efeito de venenos.
          Dizendo que é a primeira vez que viu esse tipo de caso, Tozzi disse que o "unicórnio" é tímido. "Nosso veado pode saber que é diferente, já que ele não permite que o vejam facilmente", afirmou. O “Unicórnio”  de Toscana é  um cervídeo da espécie Capreolus capreolus pequeno com cerca de 30 Kg. A pelagem é avermelhada no Verão e acinzentada no Inverno. A cauda é atrofiada, tendo menos de 3 cm e permanecendo geralmente escondida entre a pelagem do escudo caudal branco. Em geral procura abrigo em bosques e florestas, mas ao nascer do dia vem aos prados. Alimenta-se de ervas, frutos tenros, rebentos e ramos de árvores e arbustos. Os machos têm como característica um par de chifres. Mas “Unicórnio” tem apenas um, que surgiu exatamente no centro da cabeça. Ele tem um irmão gêmeo com dois chifres. Veados de um só chifre são raros, mas não absolutamente desconhecidos. "Geralmente o chifre fica de um dos lados da cabeça ao invés de ficar no centro. Parece um caso complexo", disse Fulvio Raticelli, diretor científico do Zoológico de Roma. Ele disse que esse posicionamento do chifre pode ter resultado de trauma quando o animal era mais jovem.

Newsletter
Digite seu e-mail: